Tags

, , ,

mana

Como viver nesse deserto?

Aqui tudo me parece incerto…

Há algum tempo eu não tinha liberdade

Mas pelo menos havia estabilidade…

 

O que vamos comer amanhã

Se aqui eu não posso plantar?

Não há pão, a água é pouca

e a missão é caminhar?

 

E então quando me levanto

Vejo o chão coalhado de branco

Pão do céu é meu sustento

Deus ouviu o meu lamento!

 

A ordem é se fartar

Sem, contudo, armazenar.

Mas é melhor prevenir…

Ninguém sabe o que vem por aí…

 

Na manhã seguinte, a surpresa

O que acumulei se perdeu

Não serve de nada, é lixo

Na vasilha apodreceu!

 

Chega o dia de descanso

Como é que vamos fazer?

E Deus ordena: “guardem hoje”!

Eu resolvo obedecer.

 

E, pela manhã, espantado

Vejo tudo preservado

E entendo que o grão só apodrece

Se a gente não obedece…

 
Quando a ordem é gastar tudo

Deus me ensina a dependência

E se é para poupar, eu aprendo a previdência

Quem compreende a lição do maná

Caminha em obediência!